Tô sem freio ou O sexo antes dos 15, de Sérgio Capparelli: a temática da adolescência e a fragmentação na dramaturgia juvenil contemporânea

  • Fabiano Grazioli Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – URI Erechim Faculdade Anglicana de Erechim – FAE
  • Fulvio Torres Flores Universidade Federal do Vale do São Francisco - Univasf

Resumo

A publicação de Tô sem freio ou O sexo antes dos 15, de Sérgio Capparelli, permite que, mais de uma década depois de sua encenação, debrucemo-nos sobre sua história e estrutura para a realização deste trabalho. Nosso objetivo é relacioná-lo a estudos da literatura juvenil, tarefa para a qual utilizamos as proposições de Marina Colasanti (2005), Ricardo Azevedo (2005), Cyana Leahy-Dios (2005), Nelly Novaes Coelho (2000) e Richard Bamberger (1987), e aos estudos da fragmentação do enredo na dramaturgia contemporânea, a partir da contribuição de Jean-Pierre Ryngaert (1996; 2013). As análises apresentadas neste artigo têm abordagem qualitativa, sendo de natureza aplicada e apontam para um intenso diálogo entre o texto dramatúrgico de Capparelli e os pressupostos levantados para a literatura juvenil, principalmente pelas temáticas utilizadas pelo autor, que giram em torno da adolescência, bem como para a construção de uma obra criada a partir da estética do fragmento.

PALAVRAS-CHAVE: Dramaturgia brasileira para jovens – Sérgio Capparelli. Sérgio Capparelli – Tô sem freio ou O sexo antes dos 15. Dramaturgia – Fragmentação do enredo.

Publicado
2019-06-20
Seção
Artigos (Clipe)