ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS: O BRINCAR COMO PROPOSTA DE APRENDIZAGEM

  • Maycon de Oliveira Perovano
  • Joarbson Pires Sepulchro
  • Sabrina Amaral Pinto Perovano

Resumo

Em uma perspectiva de educação básica, pública e de qualidade, é
preciso que se compreenda a existência de muitos desafios a serem enfrentados
diante das mudanças que estão ocorrendo no que tange a educação, mais
especificamente em relação a educação especial na perspectiva inclusiva.
Pensando nos processos de construção do conhecimento e na utilização das
múltiplas formas de linguagem, deparamo-nos com as perspectivas que envolvem o
brincar na educação, e assim, esse trabalho tem como objetivo analisar o brincar e
seus sentidos nos processos de aprendizagem e desenvolvimento dos alunos com
necessidades educacionais especiais, pois acreditamos que elas precisam de
intervenções pedagógicas que atendam as suas particularidades e especificidades
com intuito de ampliar as possibilidades na construção de seu conhecimento. Para
alcançarmos o objetivo proposto, utilizaremos como percurso metodológico, a
pesquisa bibliográfica e documental, onde nos basearemos nos pressupostos de GIL
(2002), através de artigos, livros, periódicos e documentos curriculares do Ministério
da Educação publicados no Brasil e um estudo de caso, dentre outros. Como
sustentação teórica, nos basearemos nos pressupostos de Vigotski, Kishimoto e
alguns de seus interlocutores, pois entendemos que esses autores trazem
apontamentos relevantes à importância das relações e mediações desempenhadas
ao longo da caminhada dos alunos. Buscaremos, nas leituras a relação do professor
como mediador do brincar, a fim de ampliar outros conhecimentos com os alunos,
público alvo da educação especial. Diante disso, consideramos que os espaços
escolares, precisam se readaptar para essa realidade e possibilitar que os
professores e alunos possam potencializar a infância reelaborando a instituição a
partir do sujeito público alvo da educação especial e de suas demandas.
Palavras-chave: Brincar. Educação Especial. Necessidade Educacional Especial

Publicado
2019-04-04
Seção
Comunicação Oral - Eixo 2 Propostas Curriculares e Práticas Pedagógicas