MIGUEL: UM ESTUDO DE CASO NO CONTEXTO DE UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DE SERRA-ES

  • Sabrina Selvatici Gomes Ghidini

Resumo

Trata-se de um estudo de caso, realizado no cotidiano de uma escola
de Serra-ES. Aborda o processo de escolarização de um estudante de 15 anos,
regularmente matriculado no 5o ano do Ensino Fundamental, por sua vez não
alfabetizado, com diagnóstico de déficit de atenção e hiperatividade e transtorno
opositor desafiador e com premente histórico de agressividade. O referido
discente trazia o acúmulo da reprovação e do fracasso escolar, carregando
vários rótulos sociais e escolares. A investigação evidencia as ações
pedagógicas constituídas pela professora do 5o ano para envolvimento do
estudante nas ações planejadas e desenvolvidas para o coletivo da sala de aula
comum. Busca respaldo teórico em Boaventura de Sousa Santos (2006). A
pesquisa foi realizada no primeiro semestre de 2018, por meio do planejamento
pedagógico, da mediação em sala de aula e da composição de estratégias para
envolvimento do discente no currículo escolar. Ganha destaque as ações voltada
para a alfabetização do discente que sustenta o estudo de caso. Como
instrumento de coleta de dados, apoia-se no diário de campo. Como resultados,
o estudo evidencia a importância de se apostar na educabilidade humana; na
sistematização de práticas pedagógicas inclusivas e no acompanhamento
discente a partir do atendimento às suas potencialidades e necessidades de
aprendizagem. Além disso, dá destaque que a busca por novas/outras
possibilidades de envolvimento dos alunos público-alvo da Educação Especial
nas práticas pedagógicas se configura em potentes e ricas alternativas de
formação continuada e uma aposta nos princípios da inclusão em detrimento dos
da exclusão.
Palavras-chave: Educação Especial. Inclusão escolar. Práticas pedagógicas

Publicado
2019-04-04
Seção
Comunicação Oral - Eixo 2 Propostas Curriculares e Práticas Pedagógicas