UMA DÉCADA DA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: PROCESSOS DE FORMAÇÃO NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA

  • Ana Lucia Sodré de Oliveira
  • Emilene Coco dos Santos
  • Mariana A C Lima Gonçalves

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar o processo de
implementação da Polícia Nacional de Educação Especial na perspectiva da
Educação Inclusiva (PNEE-EI) no município de Vitória/ES entre os anos de
2009 e 2018, no que diz respeito à formação continuada dos professores que
atuam nessa modalidade e outros profissionais envolvidos no ensino regular.
Contextualizou a elaboração da Polícia Nacional de Educação Especial na
perspectiva da Educação Inclusiva, prioritariamente no que diz respeito à
formação de professores para atuarem na modalidade da Educação Especial.
Posteriormente, apresentou aspectos da construção da Política de Educação
Especial na perspectiva Inclusiva da Rede Pública Municipal de Ensino de
Vitória/ES. Por meio de pesquisa qualitativa de cunho documental, buscou-se
na Coordenação de Educação Especial (CEE) da Secretaria de Educação
Vitória/ES, os arquivos sobre as ações formativas planejadas no município a
partir dos planos de ação anuais, demandas das unidades de ensino e do
Governo Federal. Desta forma, constatou-se que no decorrer de uma década, a
problematização das práticas pedagógicas e do currículo inclusivo pelos
profissionais das unidades de ensino da educação infantil, ensino fundamental,
educação de jovens e adultos e do órgão central da Secretaria de Educação,
se organizaram em diálogos permanentes com os diferentes profissionais. As
ações formativas se constituíram a partir da necessidade de reorganização
estrutural e cultural das escolas, reconhecimento do público da modalidade da
educação especial, estudo e aprofundamento das especificidades com maior
número de matrículas considerando a realidade do município, organização de
instrumentos para identificação e registros dos processos de escolarização de
crianças/estudantes.
Palavras-chave: Inclusão escolar. Política Nacional de Educação Especial.
Formação continuada.

Publicado
2019-04-04