CRITÉRIOS DE QUALIDADE EM SERVIÇOS DE TRANSPORTE PÚBLICO URBANO: UMA CONTRIBUIÇÃO TEÓRICA

José Alan Barbosa da Silva, Solange da Silva

Resumo


O sistema de transporte público urbano no Brasil é caracterizado pela maioria dos usuários como um serviço de má qualidade, envolvendo superlotação, falta de infraestrutura e investimentos, o que torna esse assunto um dos principais temas a serem solucionados. Governos e empresários que operam este serviço buscam cada vez mais formas de identificar os critérios de qualidade do transporte público, levando em consideração a percepção e necessidades dos usuários. As dimensões tangíveis e intangíveis, a participação do usuário no serviço, a heterogeneidade das atividades e resultados, bem como a alta variabilidade tornam esse tema bastante desafiador. Diante disso, este trabalho, tem por objetivo, através de um estudo exploratório, identificar os critérios/itens que são considerados pelos usuários como relevantes para que o transporte público tenha qualidade. A metodologia utilizada foi consulta de acervos bibliográficos onde foram realizados estudos de caso com usuários transporte público. Os modelos desenvolvidos por diversos autores desempenham um papel relevante, e operam como referencial para que empresários e gestores que desejam obter a qualidade necessária e suficiente em serviços, possam tomar decisões a respeito de práticas a serem desenvolvidas e empregadas nas operações e atividades do transporte público. Os dados demonstraram que fatores como: estado das vias; características dos locais de parada; comunicação; lotação; tempo de viagem; custo da passagem; acessibilidade a portadores de necessidades especiais; segurança; pontualidade do serviço, e outros, são aspectos avaliados como essenciais pelos usuários. Conclui-se e sugere-se que os problemas do trânsito aumentam à medida em que usuários optam pelo transporte privado aumentando o número de veículos nas vias. Com isso, comprova-se a necessidade de investimento do transporte público, na estrutura urbana que necessita de formulações, da política pública e de planos que possam contribuir com o crescimento das cidades.


Palavras-chave


Qualidade do serviço, Transporte público urbano, Percepção dos usuários.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBRECHT, K. Revolução nos serviços: como as empresas podem revolucionar a maneira de tratar os seus clientes. 6 ed. São Paulo. Pioneira. 2000.

ANTT, Agência Nacional de Transportes Terrestres. Acompanhamento das Concessões Ferroviárias – ANTT anuário 2015 a 2016. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2018.

ARAÚJO, G. P. Avaliação Qualitativa de Travessias para Pedestres em Cruzamentos Semaforizados. Dissertação, 1999, (Dissertação de Mestrado) – Programa de Pós-graduação em ciências em engenharia de transportes. COPPE/UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 1999.

BORGES JUNIOR, A. A. B.; FONSECA, M. J. O uso da pesquisa de satisfação do consumidor como instrumento de política pública: o potencial de uso no caso do transporte coletivo de Porto Alegre. RIMAR - Revista Interdisciplinar de Marketing, v.1, n.3, p. 38-50. 2002.

BUBICZ, M. E.; SELLITTO, M. F. Qualidade em serviço de transporte de passageiros: Um estudo de caso no sistema urbano de Porto Alegre. Revista Produção. ISSN 1676 - 1901 / Vol. IX/ Num.IV, p. 704-726. 2009.

BRAGA. G. A. Qualidade no Transporte Coletivo Urbano – Ônibus. Dissertação, 1995. (Dissertação de Mestrado) Departamento de Engenharia Civil, UnB, Brasília. 1995.

BRASIL. Lei Federal nº 8.987/95, de 13 de fevereiro de 1995. Brasília/DF.

CARDOSO, F. A. R. Análise da qualidade no setor de serviço segundo o método de avaliação SERVQUAL. 2004. 186 f. Dissertação (Mestrado em Métodos Numéricos em Engenharia) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2004.

CORDEIRO, C. O.; SILVA, H. M.; CARVALHO R. L.; DACOL, S.; MACHADO, W. V. A visão do cliente para a melhoria da qualidade do sistema de transporte coletivo por ônibus. Anais do XXV Encontro Nacional de Engenharia de Produção - ENEGEP, 25, Porto Alegre, RS. 2005.

CNT, Confederação Nacional da Indústria. Cidades: mobilidade, habitação e escala: um chamado à ação. 2012. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2018.

DA SILVA, F. N. Mobilidade urbana: os desafios do futuro. Revista Caderno Metrópoles, Observatório das Metrópoles, Rio de Janeiro, v. 15, n. 30, p. 377–388, 2013.

DA SILVA, J. A. B.; SCHLAG, F. ASPECTOS TANGÍVEIS E INTANGÍVEIS NA DEFINIÇÃO DE QUALIDADE DO TRANSPORTE PÚBLICO. Anais do Seminário de Pesquisa, Pós-Graduação, Ensino e Extensão do Campus Anápolis de CSEH (SEPE) (ISSN 2447-9357), v. 3, n. 1, 2017.

DIAB, E.I.; EL-GENEIDY, A. M. Understanding the impacts of a combination of service improvement strategies on bus running time and passenger‟s perception. Transportation Research Part A, 46, p. 614–625, 2012.

EBOLI, L.; MAZZULLA, G. Service Quality Attributes Affecting Customer Satisfaction for Bus Transit. Journal of Public Transportation, Vol. 10, No. 3. 2007.

ELLEGARD, O.; WALLIN, J. A. The bibliometric. Analysis of scholarly production: How great is the impact, Scientometrics, v.105, n.3, p. 1809-1831, 2015.

FERRAZ, A. C. P.; TORRES, I. G. E. Transporte público coletivo urbano. São Carlos. Rima, 2004.

FITZSIMMONS, J. A.; FITZSIMMONS, M. J. Administração de Serviços operações, estratégia e tecnologia da informação. 4. ed. Porto Alegre. Bookman. 2005.

FORTE, M. G.; BODMER, M. As diferenças de percepção dos diferentes agentes sobre os atributos de qualidade de serviço de transporte urbano de passageiros na travessia da Baía de Guanabara. Anais do XVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes. 2004. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2018.

FUJII, S.; VAN, H. T. Psychological Determinants of the Intention to Use the Bus in Ho Chi Minh City. Journal of Public Transportation, Vol. 12, N0. 1. 2009.

FREIRE, S. A. et al. Mobilidade urbana sustentável: Uma avaliação do sistema integrado de transporte público coletivo na cidade de João Pessoa. In: Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, 13., 2010, Canela. Artigo completo.

FREITAS, A.L.P. A qualidade em serviços no contexto da competitividade. Revista Produção on-line. Edição 1, v.5, Florianópolis: ABEPRO. 2005.

FREITAS, A. L. P.; REIS FILHO, C. A. C.; RODRIGUES, F. R. Avaliação da qualidade do transporte rodoviário intermunicipal de passageiros: uma abordagem exploratória. Transportes, v. 19, n. 3, p. 49-61, 2011.

GATTA, V.; MARCUCCI, E. Quality and Public Transport Service Contracts. Working Papers from University of Urbino Carlo Bo, Department of Economics, no 708. 2007. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2018.

GIANESI, I. N.; CORRÊA, H. L. Administração estratégica de serviços: operações para satisfação do cliente. 1. ed. São Paulo. Atlas. 2009.

GOMIDE, A.; LEITE, S.; REBELO, J. Transporte Público e pobreza urbana: um índice síntese de serviço adequado. IPEA. Texto para discussão N° 1209. Brasília, agosto de 2006.

GRONROOS, C. Marketing: Gerenciamento e Serviços. 2.ed. Rio de Janeiro: Editora Campus, 482p. 2004.

HESS, D. B.; BROWN, J.; SHOUP, D. Waiting for the Bus. Journal of Public Transportation, V. 7, N. 4, p. 67-84. 2004.

HESSEL, C.; ZANELATO, E.; ZIEMKIEWICZ, N. Marginal, transporte coletivo, rodoanel, centro expandido. Revista Época, Março. 2010.

KOTLER, P. Administração de Marketing: Análise, Planejamento, Implementação e Controle. 5 ed. São Paulo. Atlas. 1998.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. Fundamentos da metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

LAS CASAS, A. L. Qualidade Total em Serviços. 4. ed.São Paulo. Atlas. 2008.

LOVELOCK, C.; WRIGHT, L. Serviços: marketing e gestão. São Paulo: Editora Saraiva, 2001. 416p.

LIMA JUNIOR.; GUALDA, N. D. F. Qualidade em serviços de transportes: conceituação e procedimentos para diagnóstico. In: Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes. São Carlos, 1995. Anais, v. 2, p. 668-679. São Paulo: ANPET, IX, 1995;

MARINS, C. S. Uma abordagem multicritério para a avaliação e classificação da qualidade do transporte público por ônibus segundo a percepção dos usuários. Rio de Janeiro, 2007. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Transportes) – Programa de Pós-graduação em Engenharia de Transportes, Campos dos Goytacazes – RJ. Universidade Estadual do Norte Fluminense – UENF, 2007.

MELO, L. F. Caracterização da rede metropolitana de transporte coletivo de Goiânia – RMTC. Conjuntura Econômica Goiana. Out. N 19. 2011. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2018.

MISHALANI, R. G.; MCCORD, M. M.; WIRTZ, J.; EDWARDS; KELCEY. Passenger Wait Time Perceptions at Bus Stops: Empirical Results and Impact on Evaluating Real-Time Bus Arrival Information. Journal of Public Transportation, Vol. 9, No. 2, p. 89-106. 2006.

NUNES, J. M. O Transporte Urbano no Plano Diretor de Tupaciguara: Caracterização e Proposta de Intervenção. Uberlândia, 2005. Disponível em: < http://www.ppgeo.ig.ufu.br/node/48>. Acesso em: 01 mar. 2018.

RAMIS, J. E.; SANTOS, E. A. Uso de automóveis e o caos urbano - considerações sobre o planejamento de transportes das grandes cidades. Journal of Transportation Literature, 6(4), 164-171. 2012.

REIS, T. B. Um modelo para avaliação da qualidade em serviços de transporte público urbano realizado por ônibus segundo a percepção dos usuários. Dissertação, 2011. (Mestrado em Engenharia) - Campos dos Goytacazes – RJ. Universidade Estadual do Norte Fluminense – UENF, 2011.

REIS, J. G. M. et al. Bus Rapid Transit (BRT) como solução para o transporte público de passageiros na cidade de São Paulo. Revista INOVAE – Journal of Engineering and Technology Innovation, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 83–93, 2013.

RODRIGUES, M. A.; SORRATINI, J. A. A qualidade no transporte coletivo urbano. In: CONGRESSO DE PESQUISA E ENSINO EM TRANSPORTES, 22., 2008, Fortaleza. Anais... Fortaleza: Anpet, 2008. p. 1081-1092.

SANO, K.; WISETJINDAWAT, W.; SUGA, Y.; RAOTHANACHONKUN, P. A study on the benefits of improving local bus service punctuality. Journal of the Eastern Ásia Society for Transportation Studies, v. 7, p. 1575-1583. 2007.

SANTOS, A. D. Ergonomia dos ônibus urbanos: estudo de caso na cidade de Santos. 2009. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2018.

SOARES, B. R. Habitação e produção do espaço em Uberlândia. Tese, 1995. (Tese de Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Geografia - Universidade de São Paulo – USP, 1995.

SOLLOHUB, D.; THARANATHAN, A. A Multidisciplinary Approach Toward Improving Bus Schedule Readability. Journal of Public Transportation, Vol. 9, No. 4, p. 61-86. 2006.

SOUZA, D. A.; DUARTE, P. Comparative study of the quality of service of public transportation in the city of, Campos dos Goytacazes, Brasil. , 9th Conference on Competition and Ownership in Land Transport, Lisboa, Portugal. 2005.

SUTHERLAND, S. C. Development Control Plant – Bus Shelters and Saets. 2008. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2018.

TAVARES, E. S.; DEXHEIMER, L. Avaliação do serviço de ônibus nos corredores em readaptação para a implantação de sistema de transporte rápido por ônibus de Porto Alegre: Percepções dos usuários. Revista dos Transportes públicos, São Paulo, v. 141, n. 38, p. 54–66, 2015.

TOMÁS, L. R..; FERREIRA, D. L. Plano Diretor: Documento ou Instrumento? Um estudo de caso de Tupaciguara – MG In II Simpósio Regional de Geografia. “Perspectivas para o Cerrado no século XXI”. Universidade Federal de Uberlândia – Instituto de Geografia. 26 a 29 de Novembro de 2003. Disponível em: < http://www.dsr.inpe.br/geu/artigos_Livia/Simp_Regional.pdf>. Acesso em: 01 mar. 2018.

VERRUCK, F.; LAZZARI, F.; BAMPI, R. E.; CAMARGO, M. E. Atributos e dimensões da qualidade em serviços: um estudo aplicado em uma empresa de transporte urbano. Anais do VIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção - ENEGEP, Rio de Janeiro, RJ. 2008.


Apontamentos



Direitos autorais 2018 Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

                      Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE (ISSN: 2447-5580)