Alienação e trabalho estranhado: eis o x da questão

Juliana Menezes Mendes Maurício

Resumo


O presente trabalho objetiva refletir, de modo preliminar, acerca do processo de alienação e de estranhamento do trabalho do assistente social, partindo da premissa de que o assistente social que anuncia a possível defasagem entre e a teoria e a prática – referindo-se à teoria social eleita na categoria para subsidiar o processo de apreensão do real e à prática profissional – não consegue apreender efetivamente as implicações da subsunção ao trabalho assalariado. Trata-se, portanto, da manifestação da alienação e do estranhamento do trabalho do assistente social. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.