Droga e ideologia: um debate sobre as “soluções ofertadas”

Giovanna Bardi

Resumo


O proibicionismo, iniciado no final do século XX  teria levado a uma compreensão nefasta acerca do uso de drogas, associando os indivíduos ao crime e à violência. A partir disso, objetivamos demonstrar o quanto a repressão em torno de determinadas substâncias se justifica por meio da propagação de uma determinada ideologia, colocada em prática por diferentes vias. Além disso, a expansão do capitalismo teria atuado de forma a impulsionar o processo proibicionista que atendeu a diversos objetivos de ordem econômica. A partir dessas perspectivas, “soluções”, por meio de políticas sociais, são dadas os usuários de drogas da nossa sociedade que estão associadas ao poder material da ideologia que empenha práticas na sociedade capitalista, nesse caso, especificamente da classe dominante. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.