A COLÔNIA POMERANA NO ESPÍRITO SANTO: A MANUTENÇÃO DE IDENTIDADES E TRADIÇÕES

Dinoráh Almeida

Resumo


Basicamente a partir da segunda metade do século XIX, levas de imigrantes estrangeiros aportaram em
solo espiritossantense, e a presença destes imigrantes colaborou significativamente para o desenvolvimento do
Estado. O presente trabalho apresenta as características da imigração de origem Pomerana (sendo registrado o
ano de 1859, como a data da chegada dos primeiros pomeranos à então Província do Espírito Santo), objetivando
destacar sua colaboração social, econômica e cultural na formação da identidade capixaba. Como metodologia de
pesquisa serão utilizadas análises bibliográficas e relatos orais, visando traçar a trajetória histórica da motivação
à imigração e a formação da Colônia Pomerana no Espírito Santo, bem como, a preservação de suas tradições
e a identidade fortemente representada através da manutenção da língua e da cultura entre os descendentes de
pomeranos em solo capixaba.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.