MIGRAÇÃO E IDENTIDADE ÉTNICA POMERANA NO ESPÍRITO SANTO

Helmar Spamer

Resumo


Este trabalho está vinculado ao Laboratório de Estudos do Movimento Migratório (LEMM) da Universidade
Federal do Espírito Santo. Nossos objetivos principais foram analisar os fluxos migratórios do povo pomerano dentro
do estado do Espírito Santo; apontar e discutir os demarcadores étnicos deste povo neste estado, com ênfase
no idioma; analisar as relações interétnicas com os demais povos para discutir a construção e representação da
identidade pomerana. O objeto de estudo foi uma comunidade pomerana localizada em Laginha, distrito do munícipio
de Pancas, à noroeste do estado. O trabalho se desenvolveu com o uso de documentos oficiais, pessoais, registros
religiosos, fotografias. Além da história oral com realização de entrevistas. A partir dessas entrevistas foram levantas
e discutidas algumas questões centrais: em contraponto ao discurso de comunidades isoladas, percebemos a
intensa movimentação dos pomeranos no território capixaba e suas interações nas localidades, estabelecendo
redes, principalmente de comércio; identificamos e discutimos o conflito de gerações evidenciado na questão do
idioma que vem se perdendo no decorrer do tempo, além de outras tradições; e a relação dos pomeranos para com
o “outro” no que tange o processo de construção de sua identidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.