À MARGEM DOS JORNAIS: uma análise da representação das áreas de vulnerabilidade social na imprensa capixaba

Ana Carolina Ronchi, Edgard Rebouças

Resumo


 Este trabalho tem por objetivo analisar de que forma a imprensa capixaba representa as áreas de vulnerabilidade social na região metropolitana do Espírito Santo. Pensar o jornalismo é voltar-se à instituição responsável por narrar os acontecimentos que, diariamente eclodem na tessitura social. Assim como os veículos, a atividade profissional também passa por transformações ao longo do tempo. Todavia, majoritariamente, o jornalista é o que vem da classe média. Sendo assim, como primeiro passo desse trabalho (que se encontra em desenvolvimento), propõe-se discutir além do jornalismo enquanto esfera responsável pelas narrativas sociais, o papel social do jornalista. Ao produzir um jornal, diversos espaços e grupos são representados, dos centros às periferias, dos moradores de bairros de luxo aos da favela. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.