Questões Centrais do Processo de Inovação Social no Brasil

Karina Leyser Cordeiro

Resumo


A inovação social tem ganhado relevância no cenário internacional acadêmico com o surgimento, nos últimos 20 anos, de diversos grupos de pesquisa (CRISES, RQIS, TRANSIT etc.). Estes grupos têm se dedicado a estudar tanto os aspectos conceituais, referentes ao processo de inovação social, como para observar empiricamente o seu surgimento, barreiras e facilitadores. E no Brasil? O propósito deste artigo é avaliar se as mesmas questões centrais abordadas no exterior se aplicam a nossa realidade. Para tanto, foi realizada uma abordagem qualitativa de coleta e de observação de dados em quatro organizações que apresentaram algum tipo de inovação social no país. Como resultados, são destacadas diferenças significativas entre os casos estudados e as referências bibliográficas, indicando que precisam ser consideradas questões culturais no processo de inovação social, sensibilização e apoio de outros setores da economia, além do estabelecimento de um modelo de negócios claro, que se autossustente financeiramente.


Palavras-chave


inovação social; organizações sem fins lucrativos; negócios sociais; estratégia; gestão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.13071/regec.2317-5087.2019.8.2.22022.105-117

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Administração (Mestrado e Doutorado) do PPGADM/UFES
Vitória-ES
eISSN: 2317-5087
Digital Object Identifier (DOI): 10.13071

gestao.conexoes@gmail.com