O drama natalino do Círio de Nazaré: Investigando a performance do mito do eterno retorno e o inconsciente coletivo da maior procissão católica do planeta

Heraldo Elias Montarroyos

Resumo


Pesquisa antropológica sobre a procissão do Círio de Nazaré; investiga a realidade religiosa vivida pelos devotos usando uma estrutura teatral, o auto, que dramatiza ao ar livre as principais fases da biografia de Nossa Senhora de Nazaré, incluindo o seu nascimento, vida e morte descritos nos documentos conhecidos como apócrifos. Foi utilizada a teoria do filósofo Mircea Eliade fundamentada no “mito do eterno retorno que interpreta o conteúdo natalino da procissão e a teoria analógica do Teatro apresentada pelo antropólogo Victor Turner que serve para descrever e analisar a performance dos devotos nos diversos rituais do Círio de Nazaré. O resultado da pesquisa mostra que existe um teatro devoto no Círio e impactos significativos na interpretação da maior procissão católica do planeta quando se utiliza a biografia apócrifa de Maria como modelo de observação da realidade.

Palavras-chave: Círio de Nossa Senhora de Nazaré; Arquétipos do Círio; Teatro Devoto.


Resumen

Investigación antropológica sobre la procesión del Círio de Nazaret; investiga la realidad religiosa vivida por los devotos usando una estructura teatral, el auto, que dramatiza al aire libre las principales fases de la biografía de Nuestra Señora de Nazaret, incluyendo su nacimiento, vida y muerte descritos en los documentos conocidos como apócrifos. Se utilizó en ese sentido la teoría del filósofo Mircea Eliade fundamentada en el “mito del eterno retorno” que interpreta el contenido navideño de la procesión y la teoría analógica del Teatro presentada por el antropólogo Victor Turner que sirve en ese caso para describir y analizar la performance de los devotos en los diversos rituales del cirio de Nazaret. El resultado de la investigación muestra que existe un teatro devoto en el Cirio e impactos significativos en la interpretación de la mayor procesión católica del planeta cuando se introduce la biografía apócrifa de María como modelo de observación de la realidad.

Palabras clave: Círio de Nuestra Señora de Nazaret; Arquetipos del Círio; Teatro Devoto.


Abstract

Anthropological research on the procession of the Círio de Nazaré; investigates the religious reality lived by the devotees using a theatrical structure, the self, that dramatizes in the open the main phases of the biography of Our Lady of Nazareth, including its birth, life and death described in documents known as apocrypha. The theory of the philosopher Mircea Eliade, based on the “myth of the eternal return” which interprets the Christmas content of the procession plus the analogical theory of the Theater presented by the anthropologist Victor Turner, is used in this sense to describe and analyze the performance of the devotees in the various rituals of the Círio de Nazaré. The result of the research shows that there is a devout theater in the Círio and significant impacts on the interpretation of the biggest catholic procession of the planet when introducing the apocryphal biography of Maria like model of observation of the reality.

Keywords: Círio of Our Lady of Nazaré; Archetypes of Círio; Devout Theater.


Texto completo:

PDF

Referências


BÍBLIA SAGRADA (2009). Traduzida por João Ferreira de Almeida. Barueri (SP): Sociedade Bíblica do Brasil.

CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros de Castro (2007). “Drama social: notas sobre um tema de Victor Turner”. Cadernos de Campo, São Paulo, n. 16, pp. 127-137. Acesso em: 23/1/2018. Disponível em:

.

DAMATTA, Roberto (1994). O que faz o Brasil, Brasil? Rio de Janeiro: Rocco.

ELIADE, Mircea (2002). Mito e realidade. Tradução: Pola Civelli. Revisão: Geraldo Gerson de Souza. São Paulo: Perspectiva.

______. (2001). El mito del eterno retorno: arquétipos y repetición. Tradução Ricardo Anaya. Buenos Aires: Emecé Editores.

______. (1992). O sagrado e o profano. Tradução Rogério Fernandes. São Paulo: Martins Fontes.

______. (1979). Imagens e símbolos. Tradução Maria Adozinda Oliveira. Lisboa: Arcádia.

FOUCAULT, Michel (1986). Microfísica do poder. Organizador Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal.

FREITA, Jacir de Freitas (2014). Entendendo a Bíblia: apócrifos aberrantes, complementares e alternativos. Acesso em: 28/1/2018. Disponível em:

.

HOORNAERT, Eduardo (1991). O cristianismo moreno do Brasil. Petrópolis: Vozes.

JUSTI, Rosária; MENDONÇA, Paula Cristina Cardoso (2016). “Usando analogias com função criativa: uma nova estratégia para o ensino de química”. Revista Educación Química, v. 33, n. 1. Acesso em: 24/9/2016. Disponível em:

.

MONTARROYOS, Heraldo (1992). Festas profanas e alegrias ruidosas: a imprensa no Círio. Belém: Falângola. Governo do Estado do Pará, Secretaria de Cultura do Estado; edição comemorativa do bicentenário do Círio.

MORAES, Patrícia Irina Loose de (2006). O auto da compadecida: do teatro à minissérie. Mestrado (Dissertação apresentada ao Curso de Pós-graduação em Comunicação da Universidade de Marília). Marília, São Paulo.

QUEIROZ, José J. (2010). “As expressões do imaginário, o pensamento complexo e seus reflexos na Educação”. Notandum, n. 23, maio-agosto, CEMOROC-Feusp/IJI. Porto: Universidade do Porto.

SOUZA, Laura de Mello (1994). O diabo e a Terra de Santa Cruz: Feitiçaria e religiosidade popular no Brasil colonial. São Paulo: Companhia das Letras.

Outras fontes de internet:

Diversos temas.

. Protoevangelho de Tiago sobre a Natividade de Maria.

. Apócrifos da Assunção. Livro de São João Evangelista (o Teólogo).

. Natividade de Maria, homilia de São João Damasceno. Tradução Seminário de Sintra (Portugal). Alexandrina de Bastasar, site oficial.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

_____________

ISSN: 2316-1620

_____________

QUALIS:

Interdisciplinar B2

Administração B3

História B3

Sociologia B4

Antropologia B4

Ciência Política B5

____________________________________________________________________________________________________

INDEXADORES e DIRETÓRIOS

                                                

                                   

                                

   ____________________________________________________________________________________________________
NAS REDES SOCIAIS:
 
       

____________________________________________________________________________________________________

ciências humanas e sociais