Alienação: categoria chave para a análise das opressões

Autores

  • Renata Gomes da Costa Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • Monique Soares Vieira Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.18315/argumentum.v12i2.21403

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar as raízes das opressões. Para tal, parte da hipótese de que a categoria alienação é a chave analítica para o entendimento das diversas manifestações das opressões na sociedade burguesa. O percurso do debate empreendido no trabalho partiu tanto da teoria do valor trabalho como da exploração em Marx, por compreender que são elementos estruturantes das relações sociais no capitalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Gomes da Costa, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professora da Faculdade de Serviço Social da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Doutora em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Mestre em Serviço Social, Trabalho e Questão Social e graduada em Serviço Social pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). 

Monique Soares Vieira, Universidade Federal do Pampa

Professora do curso de Serviço Social da Universidade Federal do Pampa. Mestre (2013) e Doutora (2015) em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal do Pampa (2010). Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Ética, Violência e Direitos Humanos (NEPEVEDH/PUCRS), do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação, Direitos Humanos e Fronteira e do Laboratório de Políticas Públicas e Território Fronteiriços. Pós-Graduada em Impactos da Violência na Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). 

Downloads

Publicado

2020-08-29

Como Citar

Gomes da Costa, R., & Soares Vieira, M. (2020). Alienação: categoria chave para a análise das opressões. Argumentum, 12(2), 299–312. https://doi.org/10.18315/argumentum.v12i2.21403