Geração de emulsões de petróleo A/O e O/A sem a adição de surfactante

Autores

  • Marchielle Bortole Fonseca Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES
  • Moana Lyrio Pereira Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES
  • Marina Rangel Justiniano Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES
  • Rejane Castro Santana Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

DOI:

https://doi.org/10.21712/lajer.2016.v3.n1.p10-16

Resumo

Emulsões são formadas por gotas dispersas em um meio contínuo, sendo estabilizadas pela ação de emulsificantes. Esses estão presentes em diferentes etapas da indústria petrolífera e tradicionalmente causam problemas associados à corrosão e custo de transporte. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi produzir emulsões de petróleo em diferentes concentrações de óleo sem adição de surfactante. As emulsões foram avaliadas quanto à estabilidade cinética, microestrutura e reologia. Observou-se a formação de emulsões A/O em sistemas contendo 80 e 90 % (m/m) de óleo. Já as emulsões com menor teor de óleo (70 e 60 % m/m) apresentaram estrutura do tipo O/A com viscosidade reduzida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marchielle Bortole Fonseca, Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

Aluna de Graduação em Engenharia de Petróleo, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

Moana Lyrio Pereira, Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

Aluno de Graduação em Engenharia de Petróleo, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

Marina Rangel Justiniano, Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

Aluna de Graduação em Engenharia de Petróleo, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

Rejane Castro Santana, Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

Professor do Departamento de Tecnologia e Engenharias, Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, campus São Mateus, ES

Downloads

Publicado

2020-09-22

Edição

Seção

Artigos