O PAPEL DO JORNALISMO NA CONSTRUÇÃO SOCIAL DA IMAGEM DO AGRONEGÓCIO: UMA ANÁLISE DAS MANCHETES DO JORNAL A TRIBUNA

Autores

  • Nathália Esteves da Silva Gomes Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Rafael Bellan Rodrigues de Souza Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Palavras-chave:

Mídia. Agronegócio. A Tribuna. Análise de Conteúdo.

Resumo

Este texto busca compreender qual tem sido o papel do jornalismo no processo de construção da imagem do agronegócio na mídia, a partir da ideia de eficiência produtiva do setor. Para isso, lançará um olhar sobre as matérias publicadas pelo jornal capixaba A Tribuna, mais especificamente as manchetes sobre o agronegócio do eucalipto, na figura da multinacional Suzano S.A. Como ferramental teórico-metodológico, optou-se pela Análise de Conteúdo, recorrendo a autores como Laurence Bardin (1997, 2006), Danilo Rothberg (2007) e Luana Bonone (2016). Os resultados revelaram que os discursos promovidos por A Tribuna, sobre o tema, tendem a construir uma imagem desenvolvimentista do setor, projetando o agronegócio como sendo o modelo mais eficiente e produtivo para o desenvolvimento da economia capixaba e nacional. Ao mesmo tempo que desconsidera todos os impactos humanos, econômicos, sociais e ambientais produzidos pela produção em larga escala da monocultura do eucalipto, para abastecer o mercado internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathália Esteves da Silva Gomes, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Mestra pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação e Territorialidades da Universidade Federal do Espírito Santo (Póscom/UFES).

Rafael Bellan Rodrigues de Souza, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Professor orientador - Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades da Universidade Federal do Espírito Santo (Póscom/UFES).

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo, Martins Fontes, 1977.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. 3. Ed. Lisboa: Ed. 70, 2006.

BONONE, Luana Meneguelli. Construção de método para pesquisas de Frame Analysis. Estudos em jornalismo e mídia. Santa Catarina, v.15, n.1, 2016. Disponível em:https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/1984-6924.2016v13n2p78/33613. Acesso em: 24/10/18.

CANUTO, Antônio. Agronegócio: a modernização conservadora que gera exclusão pela produtividade. Revista Nera, n. 5, p. 1-12, 2004.

CHÃ, Ana Manuela de Jesus. Agronegócio e indústria cultural: estratégia das empresas para a construção da hegemonia. Dissertação de mestrado apresentada ao Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais (IPPRI) da Universidade Estadual Paulista ―Júlio de

Mesquita Filho‖ (Unesp), São Paulo, 2016.

CORNU, Daniel. Ética da Informação. São Paulo: EDUSC, 1998. DE PAIVA JACOBINI, Maria Lucia. O jornalismo econômico e a concepção de mercado:Uma análise de conteúdo dos cadernos de economia da Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo. Brazilian Journalism Research, v. 4, n. 2, p. 190-209, 2008.

IANNI, Octavio. Origens agrárias do Estado Brasileiro. São Paulo: Brasiliense, 2004.

LIMA, Adelso Rocha; GIRARDI, Eduardo Paulon; MANCIO, DANIEL; NUNES, Diorgines da Costa. Impactos da Monocultura de Eucalipto Sobre a Estrutura Agrária nas Regiões Norte e Central do Espírito Santo. Revista Nera 34, p. 12-36, 2016.

MORETZSOHN, Sylvia. Pensando contra os fatos: jornalismo e cotidiano: do senso comum ao senso crítico. Rio de Janeiro: Revan, 2007.

ROTHBERG, Danilo. Enquadramento e metodologia crítica de mídia. In: 5º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor), 2007. Aracaju: Intercom, 2007.

Downloads

Publicado

2020-09-28