#OCUPAES: MIDIATIVISMO E A PRODUÇÃO DE TERRITÓRIOS INFORMACIONAIS INDEPENDENTES

Autores

  • Ana Paula Miranda Costa Bergami Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Fábio Luiz Malini de Lima Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Palavras-chave:

Ativismo digital. Resistência. Midiativismo. Ocupações. Facebook.

Resumo

O presente trabalho analisa a produção de narrativas biopolíticas do coletivo Ninja ES durante os dias de ocupação escolares no Espírito Santo em 2016, evento que ficou conhecido como #OcupaES. A análise engloba 941 postagens realizadas na página do coletivo Ninja ES no Facebook, em outubro, novembro e dezembro de 2016. A partir da sistematização e da modelagem dos dados obtidos, conseguimos identificar as principais características enunciativas e categorias temáticas das publicações do Ninja ES. Também investigamos as características da atividade midiativista no Espírito Santo, compreendendo sua dinâmica própria, que vai além do antagonismo com a imprensa local. Entendemos que o Ninja ES se consolidou como uma verdadeira agência de notícias durante o período de ocupação das escolas públicas do Espírito Santo, convertendo-se em um hub midiático de conteúdo alternativo, construído a partir de narrativas independentes elaboradas pelos midiativistas. A partir da análise de conteúdo do material coletado na página do Ninja ES no Facebook, defendemos que o coletivo de mídia livre estabelece atividades sociais que criam pertencimento nas redes sociais digitais — no caso narrativas jornalísticas elaboradas por comunicadores autônomos —,configurando um território informacional independente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Miranda Costa Bergami, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Doutoranda do curso de Pós-graduação em Estudos Linguísticos Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Fábio Luiz Malini de Lima, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Professor orientador - Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades da Universidade Federal do Espírito Santo (Póscom/UFES).

Referências

CASTELLS, Manuel. O poder da comunicação. São Paulo/Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

LEMOS, André. Mídia locativa e territórios informacionais. In: SANTAELLA, Lúcia; ARANTES, Priscila (org.). Estéticas Tecnológicas. São Paulo: EDUC, 2007.

RAFFESTIN, Claude. Por uma geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993.

REIS, Ruth; ZANETTI, Daniela. Comunicação e territorialidades: em torno do poder e da cultura. In: REIS, Ruth; ZANETTI, Daniela (orgs.). Comunicação e territorialidades. Vitória: Edufes, 2017.

SACK, Robert David. O significado de territorialidade. In: DIAS, Leila C. & FERRARI, Maristela (orgs.) Territorialidades humanas e redes sociais. Florianópolis: Insular, 2013.

SANTAELLA, Lucia. Temas e dilemas do pós-digital. São Paulo: Paulus, 2016.

SAQUET, Marcos Aurelio. Por uma abordagem territorial. In: SAQUET, M.A.; SPOSITO, Eliseu S. (orgs.). Territórios e territorialidades. Rio de Janeiro: Consequência, 2015

Downloads

Publicado

2020-09-28